Espelho

Simples reflexo que encerra tudo o que a vida nos deu: olhos, cabelos, pele morena, lábios, braços, o que houver em cena.

Olhar para ele nos faz tentar descobrir o encoberto: forte, fraco, errado ou certo, medos, fome, guerra ou paz.

Meros momentos de encanto, brincar com o espelho nos traz: devaneios de garota, sonhos de criança, restos de muita esperança.

O tempo, esse velho inimigo, muda de cara o brinquedo, fazendo da fantasia, foco de muito segredo.

Olho de novo pra ele, vejo coisas que não via. Como pode um espelho mostrar medo e alegria?

Quem olha é que põe no brinquedo a força que quer ou que sente. Podem-se ver simplesmente rostos, gestos, corpos, gente.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poetando, Sampa dentro da gente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s